Conselho Municipal de Saúde apoia projeto da Prefeitura de terceirização do Pronto Socorro de Guaratinguetá

Foi realizada na manhã desta quinta-feira (01/02) uma reunião na Prefeitura de Guaratinguetá com a presença do prefeito Marcus Soliva, secretária da saúde Maristela Macedo e dos representantes do Comus (Conselho Municipal de Saúde de Guaratinguetá). Durante a reunião foi definido pelo COMUS o apoio ao projeto de terceirização do Pronto Socorro Municipal, entendido pelo conselho como melhor alternativa para melhorias na saúde pública.
O presidente do Comus, Marcus Vinícius, explicou porque o COMUS apoia a terceirização: “Eles (prefeitura) demonstraram nesta apresentação que a gente pode ter um crescimento muito maior dentro da assistência na parte da saúde pública com essa terceirização. Então, nós do conselho de saúde fizemos essa avaliação e agora faremos um manifesto de apoio em relação à terceirização tendo sempre à visão da fiscalização de tudo que nos foi apresentado. Não foi vinculada apenas à terceirização do Pronto Socorro, mas sim toda uma estrutura em relação à saúde integral do município.
O prefeito Marcus Soliva comentou sobre a importância deste projeto e explicou quais serão os avanços para a saúde pública. “Hoje não temos condições de abrir concurso público para contratar profissionais porque já estamos no limite de folha de pagamento que é exigido pela lei de responsabilidade fiscal, chegando a 50%. E com a terceirização não terá peso na folha de pagamento. Com isso podemos usar o nosso pessoal para trabalhar no atendimento primário, como por exemplo no AME (inclusive colocando horário estendido no local), ampliar o atendimento nas unidades de saúde nos bairros… É atender melhor aquele cidadão que precisa passar por um exame preventivo, melhorar o atendimento do Pronto Socorro e avançar na área da saúde”, explicou Soliva.
A reunião também apresentou a renovação do contrato de prestação de serviços de retaguarda com o Hospital Frei Galvão.

Skip to content