Ajude no combate contra o caramujo gigante

24/01/2022

Devido a grande incidência do caramujo gigante africano, a Vigilância Epidemiológica traz alguns esclarecimentos sobre este molusco e como deve ser feito o seu controle.

O caramujo africano é um molusco que se reproduz rapidamente e hospeda vermes que fazem muito mal para saúde. A infecção humana se dá ao ingerir as larvas dos vermes contidas no caramujo ou em frutas e legumes contaminados com o muco (gosma) que ele libera quando se locomove.

✅Saiba identificar!

Características do caramujo africano: ele pode medir, em média, 12 cm de comprimento; sua concha (casca) tem cor marrom, com listras claras, é alongada e possui abertura cortante.

➡️Quais doenças pode transmitir?

A angiostrongilíase abdominal, que provoca fortes dores abdominais, febre, perda do apetite e vômitos, perfuração do intestino, e em alguns casos, levar à morte.

A meningite eosinofílica, quando o verme se aloja no sistema nervoso central do paciente, provocando a inflamação das membranas que recobrem o cérebro

✅COMO SE PREVENIR?

Após a lavagem dos alimentos, coloque-os em 1 litro de água, com uma colher de sopa de água sanitária por 15 a 30 minutos. Em seguida, lave bem com água potável.

➡️Com um martelo, quebre as conchas dos moluscos coletados

➡️Coloque em sacos fechados (separados do lixo doméstico)

entregues ao sistema de coleta de lixo.

⚠️Sempre utilize luvas de borracha (ou similares)!

🚫Não use sal para controlar os caramujos, pois por conta da salinização pode destruir gramados e outras plantas por muito tempo.

🚫Não utilize moluscicidas ou venenos, pois são muito tóxicos e outros animais e mesmo pessoas podem ser contaminados e até morrer.

🚫As conchas dos caramujos devem ser destruídas, para evitar o acúmulo de água e a criação de larvas do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya.

MANTENHA SEU QUINTAL LIMPO, LUGAR DE LIXO É NA LIXEIRA❗♻️✅

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content